Edifício Olinda e Nacao, o inicio da arquitetura modernista em Campo Grande

A década de 30, particularmente, o ano de 1936, é muito significativa para a história da arquitetura erudita brasileira, pelos projetos do Ministério da Educação e Saúde, de Lúcio Costa, Oscar Niemeyer e equipe, segundo Carlos Comas, além da obra do Berço, de Oscar Niemeyer e da sede da Associação Brasileira de Imprensa – ABI dos irmãos Roberto, no Rio de Janeiro, em 1936 e do Edifício Esther, de Álvaro Vital Brasil, em São Paulo, de 1935.

Leia a notícia completa em: http://www.campograndenews.com.br

Deixe uma resposta