Universitários desenvolvem sozinhos impressora 3D de baixo custo

Cinco alunos de engenharia elétrica da Universidade Estadual de Mato Grosso (Unemat) em Sinop, a 503 km de Cuiabá, criaram, sem o auxílio de professores, uma impressora 3D de baixo custo. O equipamento, que foi apresentado na 13ª Semana Nacional de Ciência, Tecnologia e Inovação (SNCTI), que foi realizada na Arena Pantanal, em Cuiabá, será doado aos alunos da instituição.

O aparelho está em construção há cerca de dois anos e ficou pronto há dois meses. A equipe de desenvolvedores é composta pelos estudantes Jonas Lima, Wellivelton de Moura e Tiago Travaglia, que estão no nono semestre do curso e Cleberton Reis e Renan Sampaio, alunos do oitavo semestre.

Leia a notícia completa em: http://www.cenariomt.com.br

1 comentário


  1. 8 meses atrás  

    Desenvolver uma impressora de baixo custo e muito simples, pois no mercado existem muitas impressoras que são de baixo custo, que fazem a mesma coisa que a dos universitários fazem, por exemplo, hoje uma impressora brasileira que tem uma velocidade, qualidade e uma mesa de impressão boa gira em torno de R$3000,00 ( não imprimindo somente em ABS ). Este projeto foi um protótipo no qual foi utilizado peças reaproveitadas e compradas fora do Brasil, sera que quando colocar em uma linha de fabricação, com peças novas (brasileiras e importadas) o custo continuara o mesmo? As peças so sera impressas em ABS? O designe da impressora também conta muito na venda e divulgação das impressoras, o layout dera mudado para a venda? Devido aos impostos brasileiros, creio eu que não conseguirão fabricar essa impressoras por menos de R$3000,00 reais.

    Cleiton Ribeiro

Deixe uma resposta