ISO 21500

Significado da Sigla:

ISO 21500 – Guidance on Project Management

Livre Tradução:

Padrão ISO para Gerenciamento de Projetos

Instituto ou Associação:

ISO – http://www.iso.org

Catálogo para acesso a Norma – clique aqui

Representação no Brasil:

ABNT – http://www.abnt.org.br

Certificação:

Organizações e empresas muitas vezes querem obter a certificação de normas de sistema de gestão da ISO (por exemplo, ISO 9001 ou ISO 14001), embora a certificação não é um requisito. A melhor razão para querer implementar essas normas é melhorar a eficiência e a eficácia das operações da empresa.

A empresa pode decidir buscar a certificação por muitas razões, como a certificação pode:

  • Ser uma exigência contratual ou regulamentar;
  • Ser necessários para satisfazer as preferências dos clientes;
  • Inserem-se no contexto de um programa de gestão de risco, e
  • Ajudar a motivar a equipe, definindo uma meta clara para o desenvolvimento de seu sistema de gestão.

ISO não realiza certificação

ISO desenvolve normas internacionais, incluindo normas de sistema de gestão, tais como ISO 9001, ISO 14001 e ISO 31000. No entanto, não está envolvida no processo de certificação para qualquer um dos padrões que desenvolve. A certificação é realizada por organismos de certificação externos, que são em grande parte privado. Portanto, uma empresa ou organização não pode ser certificada pela ISO.

Leia mais sobre como divulgar o seu ISO 9001:2008 e ISO 14001:2004 neste documento pdf.

Quando uma empresa ou organização é certificada para um padrão ISO receberão um certificado do organismo de certificação. Mesmo que o nome da norma ISO aparece neste certificado, não é ISO que tenha emitido.

Embora a ISO não realiza certificação, de sua Comissão de Avaliação da Conformidade (CASCO) produziu uma série de normas que se relacionam com o processo de certificação. Os critérios de voluntários contidos nestas publicações são um consenso internacional sobre boas práticas relativas à certificação. Empresas e organizações funcionam normalmente suas atividades de certificação de acordo com esses padrões internacionais. Mais informações podem ser encontradas acessando a lista completa de CASCO Standards.

A escolha de um organismo de certificação

Ao escolher um organismo de certificação é uma boa ideia:

  • Avaliar vários organismos de certificação
  • Ter em mente que o mais barato pode ser mais caro, em longo prazo, se a sua auditoria é abaixo do padrão.
  • Perguntar se o organismo de implementação de certificação ISO / IEC 17021:2011. Avaliação da Conformidade-Requisitos para organismos de certificação de sistemas de gestão e de auditoria, e
  • Perguntar se o corpo é credenciado. Não é uma obrigação e se uma organização não é credenciada, isso não significa necessariamente que ele não é respeitável. No entanto, o credenciamento continua a ser uma confirmação independente de competência. Organismo de certificação acreditado pode ser identificado em contato com o organismo nacional de acreditação de seu país.

Visite o site do Fórum Internacional de Acreditação. (Clique no IAF Membros e Signatários e busca para o seu país, que irá fornecer os detalhes de contato do seu organismo nacional de acreditação. Contatar este corpo ou visite o website para obter uma lista de organismos de certificação acreditados no seu país).

Mais Informações:

Atualmente já existe um documento chamado ISO 10006: Quality management systems – Guidelines for quality management in projects. A ISO 10006 foi publicada em 1997 e atualizada em 2003, porém não ganhou popularidade equivalente à serie de normas 9000 ou a padrões como como o Guia PMBOK® ou Prince 2®. Alguns países têm padrões de GP mais populares, como a BSI 6079. A ANSI adotou o Guia PMBOK® como padrão em gerenciamento de projetos para os Estados Unidos em 1999. Japão, Austrália e Alemanha também têm seus próprios padrões. A International Project Management Association desenvolveu o IPMA Competence Baseline e várias iniciativas para desenvolve um padrão global começaram a pipocar, como o Global Project Management Forum (criado como uma iniciativa de David Pells), Global Working Groups (iniciativa de Lynn Crawford), Operational Level Coordination Initiative (OLCI), Global Alliance for Project Performance Standards, etc… deixando claro a necessidade de um padrão global.

O projeto da ISO 21500 iniciou em 2006 e foi lançado em Outubro de 2007, com epresentantes de 23 países. Posteriormente o número de países participantes foi estendido de modo a garantir uma cobertura global.

ISO 21500:2012 fornece orientações para a gestão do projeto e pode ser usada por qualquer tipo de organização, incluindo organizações públicas, privadas ou terceiro setor, para qualquer tipo de projeto, independentemente da complexidade, o tamanho ou a duração.

ISO 21500:2012 fornece descrição de alto nível dos conceitos e processos que são considerados para formar boas práticas em gerenciamento de projetos. Os projetos são colocados no contexto de programas e portfólios, no entanto, ISO 21500:2012 não fornece orientação detalhada sobre a gestão de programas e portfólios de projetos. Temas relacionados à gestão geral são abordadas apenas no contexto do gerenciamento de projetos.

Esta norma fornece orientação genérica sobre o conceito e os processos de gerenciamento de projetos que são importantes e têm impacto na realização dos projetos.

A ISO 21500 descreva 40 processos que são agrupados em cinco grupos de processos (Iniciação, Planejamento, Execução, Controle, Encerramento), correspondentes a 10 áreas de conhecimento (Integração, Partes Interessadas, Escopo, Recursos, Tempo, Custo, Risco, Qualidade, Aquisições, Comunicações).

Gerenciamento de Projetos ISO 21500

 Processos de Gerenciamento ISO 21500 – clique para ampliar

Para cada processo dá as entradas e saídas principais. Alguns pontos importantes a observar:

  • Não são todos os resultados/ produtos vindos de um único processo. Às vezes, isso é correto, quando a entrega é proveniente do mundo exterior. Mas isso nem sempre é o caso (por exemplo, entregas, Business Case são usadas apenas como entrada e não criado ou atualizado por um dos processos);
  • O foco é o gerente de projeto;
  • Algumas saídas são bastante detalhadas.
  • Entregas relacionadas a risco: simples de usar o Registro de Riscos como no produto final a ser criado, usado e atualizado pelos processos;
  • Existem registros e logos.

A ISO 21500, de modo geral, mantém a abordagem original do Guia PMBOK®. A norma é baseada em parte no capítulo 3 e no Glossário de A Guide to the Project Management Body of Knowledge (PMBOK® Guide) — terceira edição do PMI®. Isto é visto como uma validação pela comunidade internacional do valor e qualidade do padrão PMI.

O PMI acredita que este será um importante padrão para a profissão de gerenciamento de projetos e que todos os praticantes do projeto devem estar cientes do mesmo. Uma das preocupações da equipe de revisão do Guia PMBOK® 5ª edição foi garantir alinhamento com a norma ISO 21500. Desse modo, todo o capítulo 3 (O Padrão de Gerenciamento de Projetos, com o qual a norma se relaciona), foi reposicionado como um apêndice do Guia PMBOK® 5ª edição.

A ABNT – Associação Brasileira de Normas Técnicas, após consulta nacional, publicou a norma ABNT NBR ISSO 21500:2012 – Orientações sobre Gerenciamento de Projetos, em 05 de Setembro de 2012. A norma pode ser adquirida através deste website.

Esta Norma fornece diretrizes para gerenciamento de projetos e pode ser usada por qualquer tipo de organização, incluindo pública, privada ou organizações comunitárias, e para qualquer tipo de projeto, independentemente de complexidade, tamanho ou duração.

Esta norma internacional não se destina a:

  • Substituir um padrão nacional ou ser usado como tal, ou
  • Ser usado de qualquer maneira para a certificação ou para fins regulatórios.

Isso significa que esse padrão não irá substituir PRINCE2 ou PMBOK® ou outras normas (padrões), mas oferece orientação abrangente para gerenciamento de projetos.

Já temos uma norma ISO de Orientações sobre Gerenciamento de Projetos. Nesse momento a ISO 21500 não tem requisitos, portanto não é certificável. E se isso vier a ocorrer no futuro, será somente para organizações, não para pessoas. Mesmo assim é um grande passo para o crescimento da maturidade em gerenciamento de projetos nas organizações.

Framework:

Framework para Gerenciamento de Projetos baseado no ISO 21500

Framework ISO 21500 – clique para ampliar

Referências:

– http://hennyportman.wordpress.com/2011/06/21/412

– http://www.iso.org/iso/home/standards/certification.htm

– http://blog.vanharen.net/project-management/iso-21500-guidance-on-project-management-in-3-minutes

– link para compra de livro sobre ISO 21500 – clique aqui