O Poderoso Chefão: citações perigosas

Ter fãs de cinema na equipe de projetos não é uma coisa ruim. Afinal, os hobbies e as escolhas de lazer não impedem ninguém de ser um bom profissional. E boa parte dos loucos por filmes conseguem se passar por pessoas normais. O que pode ser incômodo é que, independente do grau de intensidade de cinefilia de cada indivíduo, todos gostam de citar frases de filmes. E, embora a sétima arte esteja repleta de personagens proferindo palavras otimistas e motivacionais, as citações mais derrotistas ou alarmistas acabam sendo as mais repetidas. Enquanto estiver no nível Apollo 13 (“Houston, temos um problema”, em vez de trazer soluções) ou O Autor da Compadecida (“Não sei, só sei que foi assim”, em vez de melhorar a comunicação e prevenir riscos), a situação ainda não é crítica. Porém, alerta total se o caso desandar para o lado da trilogia O Poderoso Chefão.

citações perigosas

Poster do filme

A saga da família Corleone traz alguns dos diálogos mais marcantes do cinema e, mesmo fora do contexto de violência da história, praticamente todos eles têm níveis de maquiavelismo inadequados para o ambiente corporativo moderno, que tanto preza por questões como transparência, ética e compliance. Ao próprio Maquiavel, e muitas vezes ao Sun Tzu, é creditada erroneamente uma frase que saiu diretamente da boca de Michael Corleone, via roteiro de Mario Puzo e Francis Ford Coppola: “Mantenha seus amigos por perto, mas seus inimigos, mais perto ainda.”

São vários os exemplos de frases notáveis dos três filmes que podem chocar clientes em uma reunião, intimidar fornecedores ou deixar colegas de trabalho – até mesmo os carecas – de cabelos em pé. Destaque para as dez “melhores”:

  • “Uma recusa não é um ato de um amigo.” (Don Barzini)
  • “É perigoso ser um homem honesto.” (Michael Corleone)
  • “Eu preciso de uma pessoa que tenha amigos poderosos. Eu preciso, Don Corleone, de todos aqueles políticos que você carrega no seu bolso, como tantas moedas.” (Virgil Sollozzo)
  • “Nunca diga a alguém fora da família o que você está pensando.” (Don Vito Corleone)
  • “Finanças são a arma. Política é saber quando apertar o gatilho.” (Don Lucchesi)
  • “O poder corrompe aqueles que não o têm.” (Calò)
  • “Nunca odeie seus inimigos. Isso afeta seu juízo.” (Michael Corleone)
  • “Mulheres e crianças podem ser descuidadas, homens não.” (Don Vito Corleone)
  • “Quando penso que consegui sair do negócio… eles me forçam a voltar.” (Michael Corleone)

E, claro, a mais famosa de todas:

  • “Eu farei uma oferta irrecusável.” (Don Vito Corleone)

Face às evidências apresentadas, não há como não concordar que estas ocorrências no ambiente corporativo são sinais de que há algo de errado com a empresa, com as pessoas da empresa. Porém, antes de acionar o R.H., ou de contratar um guarda-costas, é importante dar o benefício da dúvida ao vilanesco cinéfilo infiltrado. Um teste psicológico envolvendo quantas citações da Disney consegue fazer em um minuto ou se é capaz de se lembrar da frase mais significativa de Hyman Roth em O Poderoso Chefão II é um bom começo.

Trailer do filme

“Boa saúde é a coisa mais importante. Mais que sucesso, mais que dinheiro, mais que poder.” (Hyman Roth, O Poderoso Chefão II).

jose_roberto

Sobre o Colunista:  José Roberto Costa Ferreira, PMP, é Engenheiro Eletrônico e de Telecomunicações pela PUC-MG, pós-graduado em Redes de Telecomunicações pela UFMG e em Gerenciamento de Projetos pelo IETEC. Iniciou sua carreira profissional em 1995 no ramo de eletrônica, informática e telecomunicações e desde 2005 atua em áreas e negócios diversificados com Gestão de Produtos e Gerenciamento de Projetos. Atualmente integra a equipe de Gestão de Projetos da ThyssenKrupp Industrial Solutions, divisão de Tecnologia de Recursos/ Mineração. Nas horas vagas é um aficionado por cinema.

E-mail para contato: zrcosta@hotmail.com – Blog pessoal: http://padecin.blogspot.com.br

Se você tem comentários, sugestões ou alguma dúvida que gostaria de esclarecer, aproveite o espaço a seguir.

2 comentários


  1. 3 semanas atrás  

    Concordamos em parte com a ideia do artigo, que por mais que ter uma pessoa viciada em cinema possa ser divertido, isso pode causar más impressões a respeito da pessoa, prejudicando assim o ambiente organizacional. Além de causar más impressões, isso pode revelar traços da personalidade dos indivíduos que podem não se encaixar no perfil da organização. Discordamos do artigo no que se refere aos bordões motivacionais, sendo que no filme citado, não existem essas frases. Aprendemos que precisamos moderar nas frases famosas dos filmes no ambiente organizacional, a fim de proporcionar uma cultura saudável. Amanda Pirozzi, Lorraine Martins, Leonardo Braga.

    Amanda Pirozzi

  2. 1 mês atrás  

    Muito bom o artigo. Concordo com as ideias apresentadas pelo autor, assim como sei que em um ambiente empresarial, os laços de comunicação e boa convivência devem ser aprimorados a cada vez mais, ou invés de atitudes ríspidas e frases prontas com efeitos de “Citações Perigosas”. Prefiro utilizar da frase citada no texto: “Boa saúde é a coisa mais importante. Mais que sucesso, mais que dinheiro, mais que poder.” (Hyman Roth, O Poderoso Chefão II).
    Creio que as frases a serem praticadas em um ambiente de trabalho devam ser de filmes motivacionais, pois isso que junta às pessoas. Aproveito a oportunidade para citar um ensinamento do professor Ítalo Coutinho, na Disciplina de Gestão de Projetos como um Processo Empresarial: -“Para desenvolver a ideia de Gestão de Projetos na empresa na qual trabalhamos, devemos contagiar o ambiente e os envolvidos”.

    Marcio Gomes

Deixe uma resposta